Empreendedores da terceira idade investem em negócios para ambiente digital

Atualmente, de acordo como o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, no país há mais de 30 milhões de pessoas com mais de 60 anos. A longevidade alcançada no decorrer dos anos e a melhora na qualidade de vida, no geral, vêm contribuindo para que parte dos idosos fique por mais tempo no mercado de trabalho e até mesmo adentre na área de negócios digitais.

Um levantamento feito pelo Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, apontou 4 motivos pelos quais pessoas com idade superior a 60 anos não se rendem a aposentadoria tão esperada por muitos. São eles: realização de um sonho ou vocação; fonte de renda principal ou complementar; questões pessoais como qualidade de vida, liberdade ou independência; e identificação com algum segmento considerado bom para investimento.

Ainda através desta pesquisa, foi registrado que 40% dos entrevistados decidiram mergulhar no mundo dos negócios depois dos 60 anos. Os tópicos destacados quando questionados sobre os pontos positivos e negativos desta missão foram, respectivamente: atuar com o que gosta (18%), se sentir satisfeito por alcançar os objetivos propostos (14%) e ampliar o aprendizado com base em acertos e erros (14%); e, em contraponto, não ter com quem dividir o peso das frustrações e fracassos (15%), ter a obrigação de pagar impostos (13%) e assumir riscos (11%).

O diretor de Administração e Finanças do Sebrae, Vinicius Lages, também ressaltou que por meio deste estudo foi possível notar que além dos motivos mencionados anteriormente, o profissional tem o desejo de aproveitar sua vasta experiência e aplicar em negócios próprios.

Muitos dos profissionais que, em tese, estão próximos ou já poderiam estar aposentados têm buscado investir em negócios inovadores, sendo boa parte das ideias originadas a partir de uma necessidade ou desejo pessoal não atendido. Como é o caso da plataforma de residência compartilhada, criada por Veronique Forat (61) e Marta Monteiro (64); do aplicativo que tem o intuito de promover o exercício do cérebro através de jogos para a terceira idade, idealizado por Paulo Camiz de Fonseca (67); e ferramentas voltadas para a educação, desenvolvidas por Karuo Kaneto (71).

Em favor da economia – Bilhões em sonegação de FGTS são recolhidos pelo Governo

Foi anunciado no início de novembro que graças às autuações das instituições devedoras efetuadas, nos meses de janeiro a setembro de 2018, pela Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), a soma recolhida pelo Ministério do Trabalho referente à sonegação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) supera os R$4,1bilhões, valor este que comparado ao mesmo período de 2017 e 2016 é 19% e 53% mais elevado, respectivamente.

Durante os três trimestres de fiscalização, cerca de 20,4 mil empresas foram auditadas, gerando 9,4 mil autuações sobre dívidas de Contribuição Social e FGTS. Além das contribuições serem direito do trabalhador, esse dinheiro recolhido é usado como impulsionador da economia do país. No primeiro semestre, durante a inspeção, foi divulgado pelo próprio Ministério do Trabalho que a quantia recolhida chegou a R$2,4bilhões.

Jefferson de Morais Toledo, auditor-fiscal do Trabalho, revelou que por meio da averiguação foram identificados débitos de até 30 anos. De acordo com o chefe da divisão, mais de R$240milhões do montante recolhido se refere à recuperação através de ação fiscal, isto é, pagamentos em atraso realizados somente após o processo de fiscalização iniciado. Para ele, o comprometimento do SIT em investir no aprimoramento de seus auditores e na modernização de seus sistemas informatizados de controle e fiscalização, em suas palavras, “refletiu positivamente nos resultados alcançados”.

Com a intenção de aplicar maior controle em relação à fiscalização de empresas com altos indícios de débitos no país, em 2016, foi criada a Força-Tarefa de Fiscalização de Grandes Devedores (FT-FGTS). Esta operação foi responsável por recolher aproximadamente R$1,4bilhões em dívidas de Contribuição Sindical e FGTS, explicou Toledo.

Os percentuais dos valores depositados pelos empregadores podem variar de 2% para aprendizes, 8% para funcionários e 11,2% para trabalhadores domésticos. Estes recolhimentos são responsáveis por conceder certo alívio para a economia nacional, uma vez que é usada como importante fonte de investimento.

Dentre a lista dos débitos de recolhimentos separados por estados, os valores mais altos se encontram em São Paulo (R$674.560.265,01) e Rio de Janeiro (R$381.103.435,05). Já os montantes mais baixos estão em Roraima (R$2.343.298,59) seguido de Amapá (R$2.806

Como humanos, alguns pássaros usam o rosto para se comunicar, diz estudo

Os humanos têm rostos exclusivamente expressivos. Nós rimos, choramos, ficamos com os sentimentos a “flor da pele” e mudamos a cor da face quando estamos com vergonha ou raiva. Os cientistas responsáveis pelo estudo relatam em notícias recentes divulgadas na revista Plos One, evidências de que as araras azuis e amarelas também podem se juntar a nós neste clube de elite de  emoting, pelo menos quando se trata de corar a face.

Os papagaios são conhecidos por serem inteligentes e tagarelas. Sua curiosidade e inteligência são o que os tornam excelentes animais de estimação. Portanto, não é surpresa que eles tenham seu próprio repertório de ferramentas de comunicação. No geral, os pássaros não são raros ao corar sua face. Um conjunto diversificado de espécies de aves de abutres com crista são conhecidos pela variação do tom vermelho na face, e os donos de papagaios muitas vezes atestam o fenômeno observado em seus animais de estimação. Mas os motivos por trás desse comportamento ainda não são explicados pelos pesquisadores.

Para descobrir o motivo pelo qual a arara fica com a face corada, um grupo de cientistas liderados pela etóloga Aline Bertin, da Universidade de Tours, na França, estudou cinco araras azuis e amarelas em cativeiro, interagindo entre si e com seus tratadores humanos.

Os pesquisadores ficaram surpresos ao ver que a atenção humana parecia influenciar este tipo de ação nestes pássaros brilhantemente emplumados, relata a pesquisadora Jessica Boddy. O rubor desapareceu, no entanto, quando os cuidadores – com os quais as araras interagem regularmente – deram as costas e ignoraram os papagaios. O contato social com seres humanos e outras aves também aumentava a propensão das aves para irritar as penas no topo de suas cabeças.

Assim como as expressões faciais podem ser indicativas do estado emocional de um ser humano, o rubor das aves pode transmitir bem-estar, dizem os pesquisadores. É uma forma de expressão mais sutil do que, digamos, sorrir como os humanos fazem, mas na verdade é bastante impressionante, considerando que essas araras não são equipadas com os mesmos músculos faciais que nós somos. Sua inteligência e capacidade de afeição os tornam menos distante de nós pelo que parece. “Os papagaios são considerados como tendo capacidades cognitivas semelhantes aos primatas”, explicaram Bertin e Boddy.

Nova previsão para safra de café 2018 aponta recorde de 59,9 milhões de sacas

Em uma nova estimativa, a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) elevou a previsão da safra de café do país em 2018 para um total de 59,9 milhões de sacas de grãos de café, o que significa um aumento considerável de 3,2% em comparação com a previsão anterior. De acordo com a companhia, essa nova previsão poderá chegar a um recorde importante na safra de grãos de café.

Além disso, esse novo levantamento oficial realizado sobre a safra de café no Brasil apontou que o maior produtor e exportador do grão poderá ter um aumento de 33,2% na safra de café este ano em comparação com a safra de 2017. Sobre esses dados, a Conab relatou que as boas condições climáticas são os principais fatores para existir elevação na previsão da safra de 2018.

A companhia ainda destacou o avanço tecnológico como um dos fatores que mais contribuirão para uma safra maior em 2018. “Em relação à produtividade, o setor ainda conta com o avanço tecnológico que tem auxiliado os produtores em melhores condições de plantio de café”, revelou a Conab.

A nova previsão da Conab ainda supera com bastante folga o resultado obtido em 2016, quando o Brasil produziu um total de 51,37 milhões de sacas do grão. Para este ano, a projeção do café arábica, que é o tipo de café com maior concentração de produção no país, foi estimada em 45,9 milhões de sacas. A previsão do mês de maio para o café arábica era de 44,33 milhões de sacas. Já comparado ao ano passado, que foi marcado como um ano de baixa produtividade para o café arábica, a safra deste ano tem uma projeção de aumento de 34,1%.

O café robusta, ou conilon, teve a projeção corrigida para 14 milhões de sacas neste ano. A previsão anterior estimava a produção desse tipo de café em 13,7 milhões de sacas. Para esse tipo de café, a Conab destacou que o aumento em relação a safra de 2017 corresponderá a um total de 30%.

Já em relação a produtividade média, o café arábica teve sua estimativa apontada em 30,74 sacas a cada hectare, o que significa um recorde histórico para o setor. Em relação a produtividade obtida em 2017, a projeção deste ano aponta um aumento de 33%. No caso do café robusta, essa produtividade média foi estimada em 38 sacas a cada hectare, o que indica um aumento de 35,3% em comparação com o ano anterior. Essa previsão também aponta um recorde histórico para a produtividade desse tipo de café. Com essas novas notícias, é esperado uma boa movimentação da economia do setor de produção de café do país.

Com título de “Empreendedor do Ano”, Guilherme Paulus pretende novo empreendimento de luxo

Com o nome já consagrado no setor hoteleiro, eis que, recentemente, Guilherme Paulus anunciou a intenção de criar mais um super empreendimento no ramo. Ele, que é, além de membro do Conselho da CVC Corp, também presidente da GJP Hotels e Resorts, pretende inaugurar nada mais nada menos que um hotel de luxo, na avenida Cidade Jardim, em São Paulo Capital. Até onde se sabe, o local já estaria mesmo definido, posto que já foi comprado pelo referido empresário, sendo então o escolhido um icônico prédio onde encontrava-se, antes da aquisição, a agência de publicidade DPZ.

A previsão para a entrega, no entanto, não está tão próxima, até porque as obras ainda nem começaram. Ao que sabemos, o novo empreendimento de Guilherme Paulus deve vir a ser concluído lá para o ano de 2020 ou de 2021. Nem tanto tempo assim, se considerarmos suas dimensões, ao menos baseados no que já foi divulgado e, cremos, será cumprido: ao todo, contará o hotel com 65 apartamentos, fora rooftop e espaço para eventos, além, é claro de um belo restaurante. Já quanto à bandeira que terá esse luxuoso empreendimento, ainda não se sabe ao certo, porém, ao que tudo indica, há a probabilidade maior de Guilherme Paulus criar, a partir desse, uma nova marca no grupo GJP. E com essa nova marca, além de contemplar São Paulo, é provável que seja igualmente contemplado o Rio de Janeiro.

https://www.facebook.com/guilhermejesuspaulus

Por enquanto, para quem não sabe, os principais empreendimentos, padrão hotel de luxo, que tem a GJP, localizam-se na região da Serra Gaúcha. Podemos citar dois bons exemplos disso: o Saint Andrews Gramado, um castelo que localiza-se dentro de um condomínio particular no centro da cidade de Gramado, contando com 19 suítes ao todo; e o Wish Serrano Resort, este também na cidade de Gramado, resort padrão 5 estrelas, só que localizado bem às margens da tradicional Avenida das Hortênsias, e contando com incríveis 200 apartamentos, todos cercados por um bosque natural de araucárias. E fora o que já foi citado até aqui, vale citar também outras duas marcas que pertencem ao mesmo grupo de Guilherme Paulus, a fim de curiosidade: a Prodigy e a Linx.

Citadas as marcas do Grupo GJP e alguns de seus empreendimentos mais conceituados no segmento da hotelaria, fora o principal do qual tratamos, cabe observar uma notória conquista meritocrática desse empresário por trás de tantos hotéis, resorts etc.: Guilherme Paulus foi capa da Revista IstoÉ Dinheiro, ao fim do ano passado, 2017. Mas não apenas nisso consiste o fato, é claro, posto que a referida publicação o apontou como sendo o “Empreendedor do Ano”, dentro do setor de Serviços, mais especificamente. A justificativa para tal nomeação, dada pela própria IstoÉ Dinheiro, foi de um reconhecimento de todo o seu trabalho desenvolvido no segmento turístico nacional. E de tal modo, após a publicação ir para as bancas de revista, eis que o empresário, junto com outros empreendedores de notório reconhecimento em seus respectivos segmentos, foi então premiado pela mesma IstoÉ, durante a noite do dia 5 de dezembro do mesmo ano, uma terça-feira, em São Paulo capital.

Guilherme Paulus divulga carta aberta sobre os 35 anos da Visite São Paul

Uma das maiores referências do segmento de turismo no Brasil, o executivo Guilherme Paulus enviou recentemente uma carta aberta para a imprensa acerca do aniversário de 35 anos da Fundação 25 de Janeiro, que é a responsável por administrar as marcas São Paulo Convention & Visitors Bureau e Visite São Paulo.

Segundo Guilherme Paulus, esses 35 anos da fundação marcaram imensamente a trajetória do setor de turismo e viagens em todo o país. Ele fez questão de agradecer especialmente aos associados, por terem movimentado esse mercado e dezenas de setores da cadeia produtiva, motivando os empresários do ramo a se reinventarem constantemente e também a investirem na atração de novos visitantes.

O empresário destacou ainda que os associados movimentam a economia nacional e incrementam os negócios através da captação e do apoio que oferecem aos eventos nacionais e internacionais, e aos profissionais que trabalham promovendo a cidade de São Paulo, seja em ações de marketing ou em feiras e convenções realizadas ao redor do mundo.

Por 35 anos, 365 dias ao ano, a Visite São Paulo tem trabalhado pelo crescimento da capital paulista, ampliando e gerando negócios na cidade. Nesse aspecto, Guilherme Paulus destacou que possui o compromisso em ajudar nesse objetivo, buscando tendências e tecnologias de ponta que contribuam para os negócios na cidade e incorporando mais eventos ao calendário municipal.

Por fim, o executivo parabenizou a todos que se dedicaram à entidade ao longo dessas mais de três décadas, e principalmente as pessoas que contribuíram imensamente para agregar valor a diversos setores ligados ao turismo, como hospedagem, gastronomia, transporte, comunicação e tantos outros. A história da Visite São Paulo é tão surpreendente que já foi homenageada através de um livro, lançado na comemoração dos 30 anos da instituição.

Desde o período em que ainda estava na presidência da agência de viagens CVC, o empresário Guilherme Paulus já tinha o objetivo de expandir seus negócios na área de turismo, o que o motivou a investir também no ramo da hotelaria. Assim, o primeiro estabelecimento do executivo foi comprado no ano de 1995, em Gramado, e no decorrer dos anos, os investimentos nesse setor apresentaram resultados tão favoráveis que o levaram a desenvolver uma rede hoteleira, a GJP Hotels & Resorts.

Atualmente, a GJP Hotels & Resorts possui uma rede de 15 hotéis luxuoso, além de administrar outros empreendimentos espalhados pelo Brasil. No total, os ativos da rede já superam o valor de R$ 1 bilhão. De acordo com dados da companhia, a porcentagem de ocupação dos seus hotéis já ultrapassou a casa dos 70%, um índice excelente para o setor hoteleiro nacional.

Para completar, recentemente, em 2016, Guilherme Paulus resolveu ir adiante e entrar também nos segmentos de construção e incorporação. Com a GJP Incorporadora & Construtora, o empresário decidiu incorporar uma área de aproximadamente 2,5 milhões de metros quadrados e transformar em um condomínio voltado para a alta renda, para o qual foram investidos cerca de R$ 17 milhões na construção de uma área de lazer ampla e bem estruturada.

Guilherme Paulus: um dos maiores nomes do turismo ganha mais uma vez o Oscar do setor

Gerenciar um negócio com sucesso nunca é fácil. É uma daquelas tarefas que parecem fáceis no papel, mas muito difíceis na prática. Isso tanto é verdade que estima-se que a maioria dos novos negócios falhe nos primeiros anos de iniciação.

Guilherme Paulus, no entanto, parece ser um ponto fora da curva. Paulus não só construiu uma empresa multibilionária no setor de turismo e hospedagem, como também é hoje um dos homens de negócios mais bem sucedidos neste campo em toda a América Latina.

Em 1972, o executivo criou a CVC, que atualmente, além de ser uma sucedida companhia de capital aberto da Bolsa de Valores de São Paulo, também é a maior operadora de turismo de todo o continente latino-americano.

Mas a carteira de negócios de Guilherme Paulus não para por aí. O executivo também possui outras duas empresas, e ambas levam as iniciais de seu nome (Guilherme de Jesus Paulus): são elas a GJP Hotels & Resorts e a GJP Construtora e Incorporadora.

Enquanto a primeira foca-se em projetar condomínios residenciais de alto padrão em áreas de grande turismo; a segunda concentra-se em gerir, atualmente, catorze resorts e hotéis no Brasil, sendo por isso reconhecida como uma das maiores redes hoteleiras que se dedica a eventos e ao lazer no país.

No dia 15 de setembro de 2018, mais uma vez a GJP Hotels & Resorts de Guilherme Paulus recebeu o Oscar do turismo mundial.

Estamos falando do World Travel Awards, que em sua 25ª edição premiou o resort da bandeira Wish, em Foz do Iguaçu, no estado do Paraná, que é administrado pela GJP Hotels & Resorts, com o título de “Melhor Resort para Famílias da América do Sul”.

Em 2016, esse mesmo resort recebeu outra premiação do World Travel Awards, dessa vez a de “Melhor Resort do Brasil”. Mas, talvez vocês estejam pensando… o que esse resort tem de tão especial para receber por duas vezes o maior prêmio do turismo mundial?

Para começar, 225 hectares com adega, pista de cooper, sauna, arvorismo, parede de escalada, trilhas, jacuzzis, salão de beleza, sete piscinas (de crianças e adultos), um campo de golfe profissional, um dos maiores clubes infantis do país e três restaurantes: um de culinária italiana, um argentino e um que serve almoço, buffet de jantar e café da manhã.

Como se não bastasse tudo isso, Guilherme Paulus também costuma presentear os seus hóspedes com vários eventos, dentre eles o “Sabores do Mundo”, uma programação de culinária que envolve a gastronomia de diversos países homenageados ao longo do ano todo em eventos temáticos sazonais.

E se você pensa que, para Guilherme Paulus, ganhar o Oscar do turismo por ter estabelecimentos assim, tão bem estruturados, já é o suficiente, você está redondamente enganado.

Em 2020 e em 2021, Paulus tem o objetivo de lançar mais um hotel de luxo no país. O projeto aponta que o empreendimento ficará localizado na cidade de São Paulo e deverá contar com 65 apartamentos, espaço para eventos, rooftop e restaurante.

Flavio Maluf, um dos pioneiros na modernização tecnológica do agronegócio brasileiro

 

Flavio Maluf é um empresário e presidente da Eucatex, que é umas principais empresas brasileiras responsáveis pela produção de papel e celulose. E de tal forma, o mesmo vê com bons olhos o crescimento do Brasil no que tange ao incentivo, a pesquisa e ao crescimento de empresas que tenham um viés tecnológico, como novas maneiras de revolucionar o cenário do agronegócio.

 

 

 

Por sua vez, acredita-se que as tecnologias digitais serão uma forma de reestruturar o modelo atual de produção alimentar, e principalmente, quanto ao agronegócio, a qual se aplica diretamente os negócios de Flavio Maluf. O processo de introdução da tecnologia no sistema produtivo brasileiro é bem mais lento quando comparados aos países de primeiro mundo, já que há uma grande burocracia e uma negação por primeiro impacto pelos radicais ou ativistas que tendem a achar que a tecnologia será um processo em massa de desemprego e um desgaste excessivo da vegetação e desmatamento abusivo. No entanto, ao demonstrar por meio de estudos, pesquisas e análises que a tecnologia surge como uma forma de acelerar, facilitar e não causar problemas ao meio ambiente, torna-se uma válvula com maior aceitação por parte da população. E para comprovar tal desenvolvimento, há um estudo da Strider (empresa de tecnologia da informação focada na modernização e no monitoramento da agricultura) que diz que um terço dos produtores rurais fazem uso de tecnologias digitais no Brasil.

 

 

 

Seguindo a trajetória de Flavio Maluf, a qual conseguiu formular o sucesso empresarial mediante o investimento em setores que no Brasil tratam-se de verdadeiros modelos de empreendedorismo tecnológico, que seria a questão da empresa Eucatex, que é uma produtora de papel e celulose, e também ele é o presidente e executivo do Grupo GrandFood, que fica responsável por produzir alimentos para animais, e é um dos pioneiros do Brasil nesse setor, consequentemente gera altos números de empregos ao Brasil. E olhando por esse ângulo Flavio Maluf parte como um grande incentivador e pioneiro da tecnologia em massa no agronegócio brasileiro.