Estudo identifica que filmes estrelados por mulheres são mais lucrativos

Um estudo recente desenvolvido pela Creative Artists Agency (CAA), em conjunto com a companhia shift7, analisou a arrecadação na bilheteria de centenas de longa-metragens que estrearam entre os anos de 2014 e 2017, comparando os ganhos com o gênero dos protagonistas.

Ao analisar esses dados de forma cruzada, esse levantamento identificou que os longas que possuíam mulheres na posição de protagonistas conseguiram se sair melhor na bilheteria do que os filmes protagonizados por homens.

Para chegar a essa conclusão, o estudo dividiu os filmes em cinco categorias distintas, de acordo com o custo total de produção dos longas, começando com uma categoria de filmes de até 10 milhões de dólares e indo até aqueles que custaram mais de 100 milhões de dólares.

Nas cinco categorias analisadas, os filmes estrelados por figuras femininas tiveram um desempenho superior aos homens. Essa estatística reforça a premissa de que as mulheres possuem um forte apelo dentro da indústria do cinema.

Portanto de acordo com Christy Haubegger, diretora da CAA, a crença de que ter uma mulher como protagonista não traz bons retornos financeiros está se tornando cada vez mais incorreta e ultrapassada. Para esse levantamento, foi utilizada uma base de cerca de 350 filmes, dos quais 105 eram protagonizados por mulheres.

A superioridade na arrecadação pôde ser observada especialmente na categoria de filmes cuja produção foi superior aos 100 milhões de dólares. Entre eles, um dos grandes destaques foi Mulher Maravilha, primeiro filme estrelado por uma super-heroína em alguns anos e que se tornou um sucesso absoluto, responsável por acumular mais de US$ 800 milhões nas bilheterias mundiais. Em média, enquanto os longas estrelados por mulheres arrecadaram US$ 586 milhões, os protagonizados por homens tiveram uma arrecadação de US$ 514 milhões.

Nas notícias veiculadas sobre o tema, uma das responsáveis pelo estudo, Amy Pascal, destacou que a pesquisa foi bastante esclarecedora pois comprova que o público que frequenta as salas de cinema deseja ver todos sendo representados nas telas. Segundo ela, os tomadores de decisão em Hollywood precisam perceber isso logo para que o cinema permaneça sendo lucrativo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *