Guilherme Paulus dá orientações sobre como fazer uma empresa obter sucesso em sua gestão

Em uma entrevista ao Estadão, o empresário Guilherme Paulus contou de que formas prefere tocar os próprios negócios. De acordo com a publicação, o empreendedor é defensor de que se acredite profundamente na empresa em que se atua. Além disso, ele salientou que é de suma importância que se tenha um objetivo claramente definido.

A primeira empresa fundada pelo empresário foi a CVC Turismo, na década de 1970. Na ocasião, ele possuía 23 anos. Com o passar do tempo a operadora turística foi aumentando suas dimensões em termos de mercado, até que em uma dada ocasião teve a maior parte de suas ações vendidas. Se no início de suas operações os pacotes ofertados destinavam-se aos grêmios de operários do ABC Paulista, após décadas a clientela era formada por um público bastante heterogêneo.

As modificações na CVC referem-se a vários aspectos da companhia, tais como no aumento do quadro de colaboradores, no volume de clientes atendidos e no maior número de expansões realizadas. Assim sendo, a empresa de Guilherme Paulus passou a contar com um quadro de mais de 8 mil trabalhadores, 700 novas unidades e 2,5 milhões de passageiros atendidos. Vale ressaltar que o processo de desenvolvimento da operadora atravessou quatro décadas, conforme a reportagem realizada.

O empresário, ao ser questionado sobre suas táticas de empreendedorismo, pontuou que foi preciso ter grande determinação. Ele também destacou que inovações frequentes são um meio de se obter sucesso à frente de qualquer negócio. A operadora de turismo foi uma das pioneiras em se tratando do serviço de fretamento de aeronaves, mas foi outro ponto que acarretou elevado aumento da clientela. Trata-se da oferta de parcelamento de viagens, pacotes, esclarece o empreendedor.

https://videos.band.uol.com.br/16115131/sonia-racy-entrevista-guilherme-paulus-%E2%80%93-parte-1.html

A entrevista com Guilherme Paulus ocorreu a partir de um evento promovido pelo próprio Estadão, em que houve a presença de diversos outros empresários, sobretudo aqueles que possuem negócios de pequeno porte. A finalidade do encontro consistiu na troca de experiências entre os participantes, bem como no aprendizado de novas formas de se fazer com que empresas deslanchem em seus respectivos segmentos de atuação.

Segundo a publicação, o empreendedor do ramo turístico comparou o ato de administrar com um jogo de videogame. Embora acredite no poder do planejamento, o empresário comentou que algumas situações fogem do que se esperava. Dessa maneira, ele explica que é crucial que se saiba lidar adequadamente com ocasiões imprevisíveis. O que não pode faltar dentro de um processo de gestão, para Guilherme Paulus, é a crença de que determinado negócio vale de fato à pena.

A questão da competição existente em todos os segmentos é algo que se deve observar com grande atenção, segundo o empreendedor. Ele cita que isso pode ser realizado por meio de uma minuciosa avaliação acerca do mercado em que se pretende atuar. De acordo com o fundador da CVC, a vida se mostra diariamente competitiva, de forma que é preciso criar inovações com a mesma frequência.

Ele acredita na importância do talento, mas esclarece que este não é mais importante do que o empenho que se deve ter diante dos próprios objetivos, sobretudo no mundo dos negócios. Para se desenvolver uma boa percepção acerca do mercado, ele enfatiza que o empreendedor deve se atualizar de modo frequente. Até mesmo as redes sociais foram vistas por Guilherme Paulus como ferramentas para se conhecer diversos segmentos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *