Coreia do sul enfrenta altos índices de poluição

Após índices assustadores de poluição a Coreia do Sul, decide ampliar suas leis para o combate à poluição do ar. As notícias sobre essa aprovação por parte do parlamento Sul-Coreano, foram dadas nessa quarta-feira, (13/03), destacando a medida como emergencial, sendo a situação atual do país, classificado como desastre social.

Esse alto nível de poluição presente na Coreia do Sul foi acarretado por vários fatores, um deles foi o uso desenfreado de carvão, como fonte de energia, durante anos. Além de uma imensa frota de veículos movidos a combustíveis fósseis. Esse senário causou um abalo na sociedade como um todo, atingindo até aprovação do atual presidente, frente ao eleitorado Sul-Coreano.

A se deparar com tal situação, o governo se viu disposto a fazer o uso de seu fundo emergencial para desastres, essa reserva somada totaliza algo entorno de 2,65 bilhões de dólares.

Como está, outras medidas também foram discutidas nessa quarta-feira, como, a diminuição do uso de veículos movidos a gás e derivados do petróleo, essa nova lei estabelece também a diminuição da comercialização desse tipo de veículo no país. Outra medida debatida, foram normas que obrigam a instalação de purificadores de ar em todas as salas de aulas coreanas.

Essas novas leis são um grupo de novas leis que o governo sul-coreano vem trabalhando para combater a poluição no país. Essas leis discutidas na quarta-feira, caso não sejam levantadas objeções, levaram 15 úteis para entrar em vigor. Incluindo nesse pacote de medidas, vem o fim da operação de cinco usinas termoelétrica movida a carvão, no país.

Toda essa medida é após a constatação de um estudo revelar que a qualidade do ar da Coreia do Sul, ser apontada como um dos países com maior taxa de poluição no ar entre membros da organização para a cooperação e desenvolvimento econômico (OCDE).

O nível de poluentes presentes no ar sul-coreano são quase mais que a metade em países da OCDE e bem superior ao recomendado pela (OMS).

No início de março, foram registrados por seis dias consecutivos uma alta taxa de poluição no ar, presente e quase todo o território sul-coreano, tendo seu dia recorde no dia 5, com uma forte taxa de poluição do ar na cidade de Seul, capital da coreia do sul, fazendo com que as autoridades recomendassem o uso de máscara.

A poluição sul-coreana, passou de um problema social para uma pauta política, que vem nos últimos meses vem abalando a popularidade do atual presidente, tendo uma perca considerável de aprovação perdendo 3% da aprovação de seu eleitorado, em apenas uma semana.

Junto a esse senário preocupante, está sua vizinha, China, que tem lutado contra o relógio para combater 30 anos de poluição desenfreada, causadas pelo crescimento econômico no país.

Como fazer o sucesso da sua primeira feira

Para qualquer nova empresa, as feiras são uma oportunidade inestimável para expandir seus negócios, aumentar o reconhecimento da marca, fazer vendas e oferecer excelentes oportunidades de networking. Há sempre centenas acontecendo durante todo o ano e estão nas principais cidades do mundo. Este tipo de evento é apenas sobre a exibição de seu produto ou serviço para o público em geral e para os membros da indústria. Acredite em nós, todo mundo quer ficar impressionado e está procurando a próxima grande coisa, que esperamos que seja o seu próprio negócio.

Idealmente, você está planejando a sua primeira feira comercial com pelo menos dois ou três meses de antecedência, porque se o seu plano for “improvisar”, as coisas vão desmoronar muito rapidamente e você perderá uma grande oportunidade de influenciar participantes. Há sempre muita concorrência em todas as feiras, então, quanto mais preparado você estiver, maiores serão suas chances de expandir seus negócios para o futuro. Considere as dicas a seguir e traga muito entusiasmo e energia quando chegar a hora da sua primeira feira comercial.

Leve junto o melhor dos melhores – Como cada estande em uma feira precisa chamar a atenção de alguém, sua equipe terá que ser muito extrovertida, falante, educada, divertida e muito amigável. Não é incomum contratar funcionários especializados em trabalhar em feiras, pois mesmo que eles não trabalhem oficialmente para sua empresa, você precisa de pessoas que possam conversar com estranhos e vender qualquer coisa para alguém. Se possível, você precisará de alguém de vendas, um especialista em tecnologia e um especialista em relações públicas para ajudar a responder a consultas relacionadas à imprensa. Três ou quatro pessoas devem fazer o truque, mas como esses eventos são longos, permita que os membros façam pausas regulares para restaurar a energia. Vestir-se com a mesma roupa também não faria mal, pois isso ajuda a ideia de uma mentalidade de “equipe”.

Configurar reuniões previamente – Saber com antecedência que você tem várias chances de impressionar os participantes com uma reunião é uma sensação muito boa. É sempre possível pedir aos organizadores uma lista de convidados presentes no evento, para que você possa enviar alguns e-mails ou mensagens em mídias sociais para aqueles que você acha que podem se beneficiar do produto ou serviço da sua empresa.

Como atrair, armar e fechar ótimos funcionários

Então, você criou um anúncio de emprego incrível, você teve algumas respostas muito interessantes, e você alinhou seus três primeiros para a entrevista, o que vem a seguir?

Você até fez sua lição de casa sobre como realizar uma entrevista bem-sucedida e criou uma lista de verificação de entrevistas para garantir que ela seja executada sem problemas.

O terceiro candidato que você entrevista te afugenta. Eles são espertos; Eles se encaixam em todos os critérios de trabalho e seu currículo é absolutamente livro didático. Eles estão interessados ​​em sua empresa e têm ótimas ideias que você sabe que levarão sua empresa adiante.

Somente durante a entrevista, você tem a sensação desconfortável de que eles estão entrevistando você, e não o contrário. Bem, provavelmente é verdade. Um ótimo candidato já saberá que é um problema. O processo de entrevista é tanto sobre eles testar a água e descobrir se você é um empregador viável como é para você encontrar o candidato perfeito.

Então, se o seu entrevistado realmente estiver entrevistando você, há algo que você possa fazer para garantir que ele aceite sua oferta de emprego? Bem, não há garantias, mas não é impossível fazer uma oferta que eles não possam recusar. Veja como:

Personalize sua oferta – Você precisará processar as notícias que eles estão dando a você na entrevista rapidamente. Uma oferta de trabalho atraente precisa ser ajustada às prioridades e aspirações do candidato. Para tornar sua organização o mais atraente possível, você precisará saber exatamente o que seu candidato está procurando.

Por exemplo, você pode falar sobre suas políticas amigas da família se souber que seu candidato tem filhos. Talvez você possa oferecer horários flexíveis para esse candidato, ou para qualquer palestra sobre treinamento específico e desenvolvimento para melhorar as habilidades em uma área em que seu candidato esteja interessado.

Confira o salário que eles estão esperando e as expectativas que seu entrevistado tem sobre o papel. Você pode então usar essa informação para formular uma oferta de trabalho que eles estão mais propensos a aceitar ou estar interessados. Não tenha medo de perguntar se eles têm outras entrevistas em fila. Pode dar-lhe mais informações sobre o tipo de papel que eles estão procurando e um prazo de quando eles serão capazes de lhe dar uma resposta a uma oferta de emprego em potencial.

Ideias de negócios: Descubra o que você gosta de fazer

Escolha algo que você está apaixonado – começar seu próprio negócio vai exigir tempo, energia e sacrifício. Se você escolher algo que não lhe interessa, ou pior, algo que você odeia fazer, será mais difícil ter sucesso. Pergunte a si mesmo:

– Como você passa seu tempo livre?

– Você tem um hobby que poderia ser transformado em negócios?

– Você gosta de fazer trabalho voluntário?

– Se você pudesse ter algum trabalho que queria, o que seria?

Determine o que você é bom em fazer. Seus talentos podem ser óbvios para você, se você é músico, artista ou fotógrafo. Se você já tem uma profissão, você pode querer começar seu consultório particular em direito, medicina ou uma firma de contabilidade. E talvez você tenha um hobby, como quilting ou fabricação de velas, que você sabe que pode comercializar. Mas e se seus talentos forem menos óbvios?

Às vezes é difícil conhecer nossos pontos fortes.

Se você não tiver certeza de quais são suas habilidades e talentos ocultos, pergunte a família e amigos que o conhecem.

Mesmo que você não tenha uma habilidade específica como costura ou contabilidade, você ainda tem habilidades que podem ser vendidas se puder identificá-las.

Determine o que você gostaria de aprender a fazer. Às vezes, as coisas que mais nos interessam são coisas que ainda temos que aprender a fazer. Se você ama matemática, faça um curso de contabilidade e transforme sua nova habilidade em renda, ajudando os outros com seus impostos.

Há muitas carreiras novas que você pode entrar com um certificado em vez de um diploma. Os certificados geralmente levam menos de um ano para ganhar e, em alguns casos, apenas alguns semestres. Verifique com seu colégio da comunidade local para ver quais programas de certificação são oferecidos em sua área.

Se você sempre quis aprender outra língua, comece agora – quando você se torna fluente, pode se tornar autônomo, fornecendo serviços de tradução freelance. Tradutores são usados ​​em processos judiciais, escolas e seminários. Os tradutores de língua de sinais podem ganhar tanto quanto os tradutores de idioma falado.

Nunca é tarde demais para aprender uma nova habilidade ou polir uma antiga, e nunca é tarde demais para começar um negócio, se você tem a ambição e uma habilidade comercializável e sabe o que você quer fazer.

Foco e persistência no trabalho

Muitos fundadores muitas vezes assumem muito mais do que podem mastigar apenas por sua natureza. Eles são como pegas, atraídos pela nova “coisa brilhante”. É difícil não dizer sim a novas oportunidades, novos recursos que poderiam ser construídos, envolver-se com um novo projeto paralelo ou o que for brilhante e novo no momento. Aprender a dizer “não” é uma habilidade difícil para um fundador aprender, mas às vezes dizer não é a única maneira de dobrar e manter o foco no que é importante.

Uma preferência por construir: Quando os fundadores trazem notícias de seu produto à existência, tendo começado sem nada, eles precisam ter a mentalidade de “construtor”. A dificuldade é mudar essa mentalidade e saber que “construa e eles virão” não é uma estratégia de marketing viável. Liberar seu produto para o mundo é difícil de fazer quando, como fundador, você vê todas as imperfeições e tem um roteiro completo de recursos que você está desesperado para construir. Os melhores fundadores sabem que construir o produto é fundamental, mas o foco deve ser inteiramente na construção para o usuário, não para satisfação própria.

A luta contra o perfeccionismo: “Feito é melhor que perfeito”. Em uma inicialização, essa afirmação é quase sempre verdadeira. A velocidade é de vital importância e fazer algo, sair do caminho e seguir para a próxima tarefa é o que todo fundador está buscando. No entanto, como acima, pode ser difícil saber que sua criação está no mundo e ainda é tímida de ser perfeita. Um ato de equilíbrio difícil para os fundadores administrarem, mas que é de importância crítica para manter o foco. Os fundadores têm que ficar de olho na relação velocidade versus qualidade versus custo e garantir que o equilíbrio correto esteja sendo alcançado para otimizar o crescimento.

Generalistas vs. especialistas: Minha última observação é que muitos fundadores são generalistas. Há exceções, é claro, mas como já discutimos, os fundadores precisam lidar com quase tudo. Como generalista, você tem que aprender o suficiente sobre cada tópico para sobreviver a curto prazo. A desvantagem disso é que os generalistas não são capazes de se concentrar em sua única ‘coisa’ e fazer isso bem.

Aplicativo chinês oferece alta concorrência no mercado que trata de redes sociais

Um aplicativo de origem chinesa é a nova aposta para concorrer com redes sociais bastante conhecidas, como o Instagram, por exemplo. O sucesso desse recurso tem ocorrido em razão de suas configurações. Chamado de Tik Tok, ele reúne diversas ferramentas peculiares de edição, possibilitando, dentre outras coisas, a criação e publicação de vídeos curtos.

Tal aplicativo foi lançado ainda em 2016 e tem apresentado crescente utilização a cada ano que passa. Outros aplicativos já tentaram competir com as tradicionais redes sociais da atualidade, mas não obtiveram sucesso. O Tik Tok, em contrapartida, tem conseguido se destacar no competitivo mercado, conforme matéria veiculada pelo Portal de Notícias Terra. No final de 2018 o software contava com 500 milhões de usurários em todo o mundo, pontua a publicação.

O modo de funcionamento do aplicativo se assemelha com o de outros já consagrados, como no caso daqueles que possuem serviços de publicações passageiras, conhecidos como “stories”. Ainda que o Tik Tok possua similaridades com outros softwares, há uma peculiaridade que tem conquistado o público. Trata-se da funcionalidade que permite aos seguidores remunerarem as pessoas que mais admirem. Assim sendo, é possível enviar moedas próprias a quem se desejar. Além disso, pode-se publicar anúncios ao longo da veiculação dos vídeos.

De acordo com a empresa CB Insights, responsável pela realização de consultorias corporativas, a produção do aplicativo em questão consiste na maior fonte de lucratividade de sua desenvolvedora, a Bytedance. Para se ter ideia, o software conseguiu ocasionar um faturamento de 75 bilhões de dólares em dois anos. Desse modo, a startup chinesa conseguiu superar até mesmo outras empresas de expressivo crescimento.

Fundada pelo empresário Zhang Yiming, um chinês que possui 35 anos, a empresa apresenta um caso raro de crescimento entre as companhias mais expressivas da China. Isso se deve ao fato da Bytedance ter conseguido sobreviver sem o apoio de outras companhias de renome no país. O maior desafio agora é conseguir expandir a empresa em outras localidades.

A consultora Apptopia realizou um levantamento acerca dos perfis dos usuários do aplicativo, apurando que 35% dos usuários têm idade até 20 anos. O fato do Tik Tok agradar prioritariamente os mais jovens, de acordo com a consultoria, ocorre por este ser divertido.

Saiba mais:

https://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/hit-adolescente-app-chines-tiktok-busca-expansao,d4dfbdd4182be7c8996d4731e73859ab9ep1n6ur.html

Fyre Festival tem documentário na Netflix

Imagina um lugar lindo com praias paradisíacas e paisagens de tirar o fôlego? Agora acrescente isso a modelos conhecidas internacionalmente e a influenciadores que alcançam milhões. O plano de marketing se torna infalível, mas um evento não é apenas um plano de marketing não é mesmo.

O que não faltou no marketing, faltou na execução. Todos os lugares haviam sido vendidos com sucesso, mas esse sucesso não acompanhou o fôlego que precisariam ter para toda a logística de um evento vendido como um acontecimento luxuoso em uma ilha da região caribenha de Barbados.

Dinheiro explicitamente não faltava, mas o que faltou grandiosamente foi um planejamento para garantir que tudo o que foi prometido fosse executado com tempo. O empresário já havia sido bem sucedido no ramo de cartões de crédito para clientes de luxo, mas isso demonstrou que apesar da experiência de sucesso sempre é necessário ter cautela.

O chamado Fyre Festival estava se focando em clientes que esperavam o melhor de grandes experiências em uma ilha caribenha.

Depois de todos os problemas de hospedagem e abastecimento de água que estavam perturbando os organizadores, uma tempestade impetuosa deixou o que já estava ruim, pior.

Quando o prazo da viagem ser realizada começou, então uma sequência de acontecimentos com os clientes mostraram que aquele festival na verdade não iria acontecer.

Ao chegar na ilha, os viajantes foram direcionados para um restaurante de frente a uma bela praia paradisíaca, mas esse lugar não ficou tão legal quando já se passaram seis horas e ninguém sabia o que iria acontecer.

Quando chegaram em suas hospedagens formadas por plástico em forma de bolha, então todas as fichas caíram para quem tinha pago milhares de dólares. Nada não passava de um tremendo fiasco.

Nos bastidores o empreendedor que antes se focava em soluções já não pôde manter a mesma confiança.

Da mesma maneira que as redes sociais impulsionaram as vendas dos ingressos, elas mostraram as más notícias como a refeição do festival: pão com queijo e salada, então se viu que todo glamour simplesmente não existia. O aeroporto da região ficou com a capacidade esgotada com tanta gente querendo sair dessa viagem frustrada.

Ciclistas protestam por mais mobilidade no aniversário de 465 anos de São Paulo

A cidade de São Paulo fez aniversário no dia 25 de janeiro, e um dos grandes desejos dos moradores da cidade todos os anos são mais ciclofaixas e mais segurança no trânsito, um presente que os paulistanos acreditam que São Paulo merece. Um dia como esse é um grande prazer para os moradores que vivem em uma cidade que completa 465 anos em 2019. Este ano, o desejo dos ciclistas é que a bicicleta se torne cada vez mais uma alternativa de transporte na cidade.

O engenheiro Randall Edmundo pedala 40 quilômetros pela cidade nos fins de semana e disse que é assim que mantém a forma: “Eu tenho 65 anos e estou com 69kg, preservo a saúde com o uso da bike todos os dias, instrumento excelente para isso”, disse Edmundo.

O dentista Alexandre Teixeira também escolheu os pedais para se exercitar e curtir a cidade: “Você tá no ambiente com outras pessoas, circulando, respirando, uma das melhores formas de Liberdade”.

É o que diz Marcelo Soares, ultraciclista acostumado a provas de até 10.000 Km. Ele pedalou durante 8 horas seguidas no dia 25 de janeiro deste ano como uma forma de chamar atenção para a necessidade de mais segurança para quem usa a bicicleta como forma de transporte. “Semana passada eu caí e o capacete que eu estava usando quebrou. Por causa da chuva, acho que uma árvore derrubou um fio grosso do poste e conforme o pneu pegou neste fio não teve jeito, me jogou de uma forma que cai bem rápido. As notícias não poderiam ter sidos boas se eu não estivesse protegido com o capacete”, explicou Soares.

Essa parte da segurança pelo menos, é responsabilidade de cada um. Muitos ciclistas não costumam usar capacete, mas deveriam devido aos riscos oferecidos em locais onde não existem ciclofaixas e nem ciclovias. Um capacete de ciclista custa entre R$ 60 e R$ 80, e pode ser encontrado em diversos pontos de venda especializados na cidade, uma das dicas lançadas pelos ciclistas no protesto.

Dia 25 de janeiro foi aniversário da cidade e a promessa de revitalização da Praça dos Ciclistas na Avenida Paulista foi um dos presentes que marcaram essa data. A praça é palco de encontro, de protestos e de mobilidade com a cidadania. “É daqui que saem as bicicletas toda sexta-feira, onde as pessoas muitas vezes buscam soluções junto ao governo e ao poder público para a situação da mobilidade na cidade, é aqui que o cicloativismo da cidade acontece. É um marco da cidade e envolve todos os cidadãos de São Paulo”, diz Daniel Mourão, porta-voz do projeto Praça das Bicicletas.

Guilherme Paulus dá orientações sobre como fazer uma empresa obter sucesso em sua gestão

Em uma entrevista ao Estadão, o empresário Guilherme Paulus contou de que formas prefere tocar os próprios negócios. De acordo com a publicação, o empreendedor é defensor de que se acredite profundamente na empresa em que se atua. Além disso, ele salientou que é de suma importância que se tenha um objetivo claramente definido.

A primeira empresa fundada pelo empresário foi a CVC Turismo, na década de 1970. Na ocasião, ele possuía 23 anos. Com o passar do tempo a operadora turística foi aumentando suas dimensões em termos de mercado, até que em uma dada ocasião teve a maior parte de suas ações vendidas. Se no início de suas operações os pacotes ofertados destinavam-se aos grêmios de operários do ABC Paulista, após décadas a clientela era formada por um público bastante heterogêneo.

As modificações na CVC referem-se a vários aspectos da companhia, tais como no aumento do quadro de colaboradores, no volume de clientes atendidos e no maior número de expansões realizadas. Assim sendo, a empresa de Guilherme Paulus passou a contar com um quadro de mais de 8 mil trabalhadores, 700 novas unidades e 2,5 milhões de passageiros atendidos. Vale ressaltar que o processo de desenvolvimento da operadora atravessou quatro décadas, conforme a reportagem realizada.

O empresário, ao ser questionado sobre suas táticas de empreendedorismo, pontuou que foi preciso ter grande determinação. Ele também destacou que inovações frequentes são um meio de se obter sucesso à frente de qualquer negócio. A operadora de turismo foi uma das pioneiras em se tratando do serviço de fretamento de aeronaves, mas foi outro ponto que acarretou elevado aumento da clientela. Trata-se da oferta de parcelamento de viagens, pacotes, esclarece o empreendedor.

https://videos.band.uol.com.br/16115131/sonia-racy-entrevista-guilherme-paulus-%E2%80%93-parte-1.html

A entrevista com Guilherme Paulus ocorreu a partir de um evento promovido pelo próprio Estadão, em que houve a presença de diversos outros empresários, sobretudo aqueles que possuem negócios de pequeno porte. A finalidade do encontro consistiu na troca de experiências entre os participantes, bem como no aprendizado de novas formas de se fazer com que empresas deslanchem em seus respectivos segmentos de atuação.

Segundo a publicação, o empreendedor do ramo turístico comparou o ato de administrar com um jogo de videogame. Embora acredite no poder do planejamento, o empresário comentou que algumas situações fogem do que se esperava. Dessa maneira, ele explica que é crucial que se saiba lidar adequadamente com ocasiões imprevisíveis. O que não pode faltar dentro de um processo de gestão, para Guilherme Paulus, é a crença de que determinado negócio vale de fato à pena.

A questão da competição existente em todos os segmentos é algo que se deve observar com grande atenção, segundo o empreendedor. Ele cita que isso pode ser realizado por meio de uma minuciosa avaliação acerca do mercado em que se pretende atuar. De acordo com o fundador da CVC, a vida se mostra diariamente competitiva, de forma que é preciso criar inovações com a mesma frequência.

Ele acredita na importância do talento, mas esclarece que este não é mais importante do que o empenho que se deve ter diante dos próprios objetivos, sobretudo no mundo dos negócios. Para se desenvolver uma boa percepção acerca do mercado, ele enfatiza que o empreendedor deve se atualizar de modo frequente. Até mesmo as redes sociais foram vistas por Guilherme Paulus como ferramentas para se conhecer diversos segmentos.

Motivado pela transparência, BNDES revelará lista negra com 50 maiores devedores

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) pretende divulgar os 50 maiores devedores do banco de fomento que encontram-se listados pelo banco. Nesta lista negra estão incluídos empresas ligadas a diversos setores da economia. As notícias sobre a divulgação da lista negra do BNDES foram veiculadas no dia 16 de janeiro de 2019. Ainda que a lista não tenha sido divulgada no dia 16 de janeiro deste ano, a notícia da divulgação gerou um certo impacto.

O motivo desta divulgação está ligado ao princípio da transparência anunciado pela nova gestão do banco. O novo presidente do banco de fomento, Joaquim Levy, deixou claro no dia de sua posse (7 de janeiro de 2019) que iria administrar o banco com ética, responsabilidade e transparência. As informações sobre a lista com os 50 maiores emprestadores de dinheiro do banco já estão disponíveis no site oficial do BNDES. Porém, o objetivo é comunicar a população e gerar um maior acesso da mídia com relação a esse assunto.

O atual presidente da República já deixava claro que iria abrir a “caixa preta do BNDES” assim que assumisse o poder. Isso é um passo muito importante para manter a transparência do banco e mostrar o que vem ocorrendo ao longo de seus anos, principalmente em relação a gestão dos governos anteriores. Com a divulgação dessas informações os brasileiros poderão saber como o seu dinheiro foi administrado pelo banco durante as gestões de governos anteriores.

O banco BNDES foi criado em 1952 para ser o maior instrumento financeiro de empréstimo a longo prazo do Brasil. O objetivo do banco é de fomentar a economia do país com investimentos ligados a diversos setores da indústria, comércio e todos os outros setores. O banco oferece diversos produtos financeiros, fundos e programas de acordo com as características de uma operação em específico.

Como o BNDES é classificado como uma empresa pública, é responsabilidade do banco fazer a avaliação e dar total apoio diante dos impactos de seus projetos com o Brasil. Ainda que esses projetos sejam ligados ao exterior, é a administração do banco que prevalece diante desta responsabilidade.